Situação atual do mercado para dentistas



Saber a situação geral do setor odontológico é o começo para se pensar em aplicar marketing nos serviços e desenvolver estratégias dentro da clínica ou consultório odontológico.

O mundo está passando pelo gigante fenômeno da globalização, fato este que traz consigo infinitas mudanças. Mudanças que já conhecemos e outras que não.

Com toda a evolução tecnológica e automação de processos industriais, a mão de obra vem se tornando cada vez menos necessária e o desemprego é inevitável.

Com todo este quadro de desemprego e o lado emocional das pessoas sendo abalado, começa um processo de mudanças na economia, já que sem emprego as pessoas não possuem recursos financeiros que as possibilitem de comprar produtos ou serviços, e sendo assim, outros setores passam a ter problemas. Tomaz (1999)

Com a crise abalando todas as classes sociais, o profissional da área odontológica, sofre com o baixo poder aquisitivo da população brasileira.

Anualmente, milhares de novos dentistas se formam em todo o território brasileiro, para se juntar aos já em atividade em um mercado totalmente saturado em virtude de um crescimento contínuo de profissionais.

Na região Sudeste a dificuldade é ainda maior segundo Tomaz, para se manter uma clínica ou consultório odontológico particular, já que a concentração de profissionais é grande. Levando em consideração o poder aquisitivo e a consciência da importância de se freqüentar um dentista periodicamente, a situação do profissional é preocupante.

O crescimento de cursos de odontologia, sem qualquer possibilidade de mercado, já é um problema presente e poderá se agravar ainda mais. Com o grande número de faculdades de odontologia no Brasil, o que traz uma quantidade excessiva de profissionais para o mercado de trabalho, é claro que estes profissionais se dividem por classes e níveis sociais. Alguns possuem recursos para montar uma clínica ou consultório com o melhor equipamento, tecnologia de ponta e fazer especializações, já outros precisam driblar os custos altíssimos de se manter uma clínica ou consultório, já que tudo é muito caro. Muitos acabam dividindo clínica ou consultório com outros profissionais e montando clínicas populares.

O cliente está cada vez mais exigente e consciente da qualidade nos serviços prestados. Eles avaliam constantemente o profissional, e não exitam em abandoná-lo caso não estejam satisfeitos. É a era do cliente, aquele que sabe negociar e tem exigências que vão muito além das necessidades básicas.

Tudo isso faz o dentista parar e pensar no que está sendo feito em sua clínica ou consultório para se diferenciar dos concorrentes e obter a qualidade percebida pelo cliente. Um maior desempenho do profissional e de seus funcionários é exigido, com um serviço altamente eficiente e eficaz para agregar valores e assim continuar conquistando e mantendo clientes satisfeitos e encantados.

O currículo das faculdades de odontologia não possui nenhuma matéria relacionada à administração ou marketing e o pouco que é mostrado não é levado a sério pelos próprios alunos, que acham bobagem este tipo de conhecimento na área que irão atuar. Mas esta necessidade segundo Tomaz, começa a existir quando o profissional já está formado e atuando no mercado.

O que se pode identificar hoje nos dentistas é uma busca incansável por algo que está faltando dentro da clínica ou consultório odontológico, mas, que eles não sabem ou não tem isto muito claro em sua mente. Por este motivo que é preciso uma ajuda de quem entende e conhece o mercado odontológico muito além de um simples atendimento, e o veja como uma empresa. Onde devem existir regras claras de operações, processos padronizados e controle de todas suas atividades.

Hoje o profissional está consciente da necessidade da sua clínica ou consultório ser administrado como empresa, e que se preocupa em atender as necessidades e desejos dos seus clientes através de um excelente atendimento.

O marketing em odontologia aqui no Brasil é um assunto recente segundo Castro, ao contrário de outros países como os Estados Unidos e Canadá, onde existem milhares de profissionais especializados na área, além de produtos e serviços para auxiliar a administração do marketing na clínica ou consultório odontológico.

O dentista que não buscar entender a necessidade que sua clínica ou consultório possui para se diferenciar no mercado, ficará em desvantagem dos demais.


Muitos sorrisos!



NÍSIA TELES
- Graduada em Marketing
- Há 10 anos na Odontologia
- Consultora de marketing para dentistas
- Desenvolve projetos de marketing sensorial na Odontologia
Site: www.markentista.com.br

.


 
Dentistas.com.br

Google