Coluna do Caproni - 04 - Como deixar de ser o negócio e passar a ter um negócio


Como deixar de ser o negócio e passar a ter um negócio.
Aprenda a delegar funções para a sua equipe. Para isto entender de pessoas é mais importante do que entender de técnicas clínicas.


Meu pai foi dentista a vida toda. Ninguém trabalhava tanto quanto ele. Foram mais de cinco décadas de trabalho e de dedicação exclusiva à odontologia. Hoje com mais de oitenta anos de idade era de se esperar que ele tivesse recursos para ter uma qualidade de vida invejável. Mas não foi isto o que aconteceu. Ele recebe da previdência pública uma aposentadoria de R$ 450,00 por mês.
Por que isto aconteceu com o meu pai e qual é a possibilidade disto vir a acontecer com você que é também um profissional liberal? A possibilidade disto acontecer com você é enorme!
O meu pai sempre foi o seu próprio negócio. Ele envelheceu assim como todos nós envelheceremos e o seu negócio envelheceu com ele. O que podemos fazer para evitar que esta situação se repita com você?
Basta ter um negócio em vez de ser você o seu negócio.
Para ter um negócio na área da saúde você tem que saber multiplicar o seu tempo e a sua força de trabalho. Você tem que aprender a delegar funções em vez de ser o faz-tudo do seu consultório ou clínica. Isto somente será possível se você aprender a trabalhar em equipe, se você souber criar e liderar uma equipe.

Para se ter uma equipe altamente eficaz devemos seguir cinco passos:
- recrutar,
- selecionar,
- treinar,
- motivar e
- avaliar funcionários.
Isto não é fácil para um profissional de saúde que só pensa em técnicas e que centraliza todas as ações do consultório ou clínica em si mesmo.

Para ter uma equipe pense num time de futebol. Neste time temos o goleiro e o atacante. Para ocupar a função de goleiro a pessoa deve ter o perfil de goleiro. Para ocupar a função de atacante a pessoa deve ter o perfil de atacante. Assim para se ter uma equipe primeiro temos que definir quais são as funções necessárias para a sua clínica e depois encontrar as pessoas com o perfil certo para ocupar estas funções.

É com o recrutamento e com a seleção que vamos encontrar as pessoas certas para as funções certas.
O que é recrutamento? É procurar pessoas que possam ocupar uma função específica na sua clínica. O recrutamento pode ser feito através de um jornal local ou através da indicação de amigos. Quanto mais fontes você tiver para recrutar a pessoa certa, melhor.

O que é selecionar? É escolher entre os recrutados a pessoa certa, aquela que for mais adequada para ocupar a função. Não faz sentido buscar um goleiro para ocupar a função de um atacante no seu time.
Como saber qual dos candidatos tem o perfil mais adequado para a função? Utilize os serviços de um psicólogo organizacional. Tendo o perfil psicológico de cada candidato em mãos faça uma entrevista seletiva com os candidatos potenciais até encontrar a pessoa certa para a função certa. Vai ser difícil fazer isto? Com certeza vai ser difícil mas também vai valer a pena o seu esforço.
Você está dando os primeiros passos para ter um negócio em vez de ser o negócio!
Tendo as pessoas certas nas funções certas é a hora de treinar. Treinamento não é um evento isolado mas um processo contínuo. Quero dizer que o treinamento começa e continua durante toda a vida produtiva do funcionário. Treinar é preparar a pessoa para a função.

Num mundo em constante processo de transformação as funções organizacionais também mudam com o tempo.

Existem dois tipos de treinamentos que são essenciais para uma pessoa ocupar qualquer função na sua clínica:
- o treinamento na técnica necessária para a função e
- o treinamento em excelência no atendimento ao cliente.
O treinamento técnico capacita a pessoa tecnicamente para a função e o treinamento em excelência no atendimento ao cliente aprimora a capacidade de relacionamento interpessoal do funcionário.

Recrutar, selecionar e treinar... Motivar os funcionários é a etapa seguinte.
Motivação é dar motivo para a ação. A motivação é uma porta que se abre por dentro e não uma porta que se abre por fora da pessoa. É importante que se desenvolva programas motivacionais para a sua equipe assim como é importante saber comemorar as vitórias do seu time.
Recrutar, selecionar, treinar e motivar... Agora é a hora de avaliar a sua equipe.
A avaliação de desempenho da equipe cria modelos e referências para os funcionários. Neste processo é possível que você tenha que fazer demissões. Toda vez que tiver que demitir algum funcionário você errou na etapa seletiva. Veja onde errou e conserte o erro. Aprenda com o erro! O fracasso não deve ser uma opção mas o erro é pedagógico.

Um time de futebol assim como uma equipe de primeira linha é um sistema dinâmico. Novos jogadores entram em campo enquanto que outros jogadores vão para o banco de reservas. Observe que o técnico de futebol é sempre mais velho do que os jogadores em campo. O técnico não consegue mais correr o campo todo durante noventa minutos. Assim ele busca pessoas mais jovens que possam se movimentar em campo seguindo a sua orientação estruturada no conhecimento, na sabedoria e não mais a força física.

Quando você se coloca no lugar do técnico de futebol passa a ter um negócio e deixa de ser o negócio. Quando mais velho ficar mais conhecimento e sabedoria você acumula e mais condições tem de orientar o seu time em campo para a vitória. Vitória do seu time. A sua vitória!

Meu pai tem conhecimento e muita sabedoria mas não tem jogadores mais jovens para entrar em campo. Ele não tem um time e nem tem campo. O time é a sua equipe. O campo é a sua clínica. Meu pai poderia ter feito isto quando era mais jovem mas ele estava preocupado demais em aprender novas técnicas clínicas. Ele estava preocupado demais em aplicar as novas técnicas aprendidas, em ser o faz-tudo da sua clínica em vez de delegar funções e criar uma equipe coesa e altamente eficaz.
Ele se esqueceu ou talvez não sabia que o homem que trabalha demais não tem tempo para ganhar dinheiro.
A escola da vida é uma excelente escola. O problema é que as mensalidades são muito altas e paga-se primeiro para se aprender depois. Na imensa maioria das vezes aprende-se muito depois!


Dr. Roberto Caproni
Graduado em Odontologia e em Administração de Empresas. Pós-graduado em Marketing e em Ciência do Comportamento. É autor do livro bestseller Marketing Aplicado à Saúde que se encontra na 4a edição.
Escreve artigos para jornais e revistas da área da saúde publicadas na América Latina e na Europa. Ministra palestras de Marketing Aplicado á Saúde e o curso MBA Compacto de capacitação de mercado para profissionais de saúde.

Site: www.grupocaproni.com

Na próxima semana:
Onde e como é o seu consultório ou clínica?

.


 
Dentistas.com.br

Google