Desmistificando o uso de sedação consciente por via oral


Desmistificando o uso de sedação consciente por via oral com os benzodiazepínicos nas cirurgias bucais em nível ambulatorial

- Dr. Ralf Gobbo Liza (Cirurgião-Dentista, Especialista em Cirurgia Buco-Maxilo-Facial - FOP-Unicamp, Mestre e Doutor em Clínica Odontológica, Área de Cirurgia Buco-Maxilo-Facial da FOP – Unicamp)

- Rafael Muller Vidote (Cirurgião-Dentista)

Parece haver consenso que a dor é um fenômeno complexo, envolvendo não somente mecanismos e sensações puramente somáticas, mas também incluindo componentes psicológicos e comportamentais. Pacientes ansiosos apresentam um baixo limiar de dor.

Os fatores psíquicos atuam diretamente sobre o limiar da percepção dolorosa, onde as próprias experiências negativas em consultas anteriores ou relatos de terceiros pode aumentar de forma significativa a reação à dor.

Os benzodiazepínicos são os fármacos de primeira escolha para o controle da ansiedade na clínica odontológica, pela sua eficácia e segurança clínica. Porém, muitos cirurgiões-dentistas apresentam certa resistência e insegurança ao prescrevê-los, provavelmente pela falta de conhecimento de alguns aspectos relacionados à farmacocinética, farmacodinâmica e efeitos adversos destas drogas.

(...)

Tomando-se como exemplo o diazepam, suas doses tóxicas (250 a 400mg) são muito maiores que as doses terapêuticas (05 a 10mg). A incidência de efeitos adversos com os benzodiazepínicos é baixa, particularmente em tratamentos de curta duração, como é usado em odontologia.

A sonolência é o principal efeito colateral, sendo mais comum por uso do midazolam, que além da ação ansiolítica, apresenta também ação hipnótica (indução do sono fisiológico).

Mesmo quando se empregam pequenas doses de benzodiazepínicos, uma baixa porcentagem (menos que 1%) dos pacientes pode apresentar efeitos paradoxais, sendo mais observado em crianças e particularmente em idosos. Para esse grupo de pacientes, o lorazepam é considerado ideal, pelo fato de dificilmente produzir efeitos paradoxais.

(...)

CLIQUE AQUI para ler o artigo completo GRATUITAMENTE,
publicado como um DOCUMENTO ONLINE do nosso site, com tecnologia Google Docs.
Os documentos online permitem ao autor o acesso direto para atualizar o artigo.

Se você não tem ainda uma conta de acesso no Dentistas.com.br, cadastre-se grátis e crie, edite, compartilhe e publique você também textos, apresentações e planilhas... online!
.


 
Dentistas.com.br

Google